logotipo
35 anos de rock'n'roll

Conheça nossas redes sociais!

Música do Dia


BULLET FOR MY VALENTINE - Waking The Demon

  • Rush: Alex Lifeson afirma que a banda “encerrou as atividades”

    Sábado, 20 de janeiro de 2018
  • Samael: grupo lança videoclipe ao vivo de “Rite Of Renewal”

    Sexta, 19 de janeiro de 2018
  • #TBT: Motörhead e “Orgasmatron” na capa da ROCK BRIGADE #22

    Quinta, 18 de janeiro de 2018

Exodus: apresentação do grupo no Carioca Club em São Paulo

EXODUS

Carioca Club, SP/SP (24/01/2016)

 

Texto por Murillo Leite e fotos por Mumu Silva

 

As vindas do Exodus para o Brasil sempre proporcionam fatos marcantes para a história da banda, sejam os shows de infraestrutura precária, como os do fim dos anos 90, ou então o cancelamento de última hora em 2004, quando Steve “Zetro” Souza não pôde estar aqui e a apresentação fora remarcada para uma data posterior com a banda vindo com Steev Esquivel (Skinlab, Defiance) nos vocais.

 

Desta vez a polêmica se instaurou para eles em Fortaleza, em um quebra-quebra promovido por parte do público que compareceu ao local do show, após ter sido anunciada a ausência da banda, esta última alegando falta de pagamento por parte da produção. Fora isso toda a questão envolvendo a vinda ou não de Gary Holt, membro fundador do Exodus, também foi alvo de muita discussão nas redes sociais.

 

Em São Paulo, a problemática ficou por conta do trânsito no dia do show, o que atrasou a chegada ao Carioca Club, fazendo com que eu perdesse o início do show das garotas do Sinaya. A banda nascida em 2010 contou com um P.A. redondo, equilibrando peso com nitidez. Mylena Monaco (guitarrista/vocal), Renata Petrelli (guitarra), Camila Toledo (baixo) e Aline Dutchi (bateria) fizeram um set de aproximadamente 30 minutos, tocando sons de sua autoria tais como The Resurrection, Pure Hate, Buried By Terror, entre outros. O som delas é um death/thrash com duetos de guitarra interessantes, mostrando que o Brasil está assistindo, a exemplo da Nervosa, o crescimento de mais uma banda feminina de qualidade.

 

Era pouco antes das 20 horas quando iniciou nos falantes do Carioca a introdução de Black 13, primeira faixa do último álbum de estúdio do Exodus, Blood In Blood Out, que já provocou a abertura de um mosh destruidor, e que acompanharia a apresentação da banda até o final do seu set. Na sequência, a faixa-título, que teve seu refrão gritado em uníssono pelo público, nesse momento em bom número na casa.

 

Em seguida And Then There Were None, clássico do primeiro e melhor disco do Exodus, Bonded By Blood e na minha opinião, formador da santa trindade de álbuns do thrash metal americano, ao lado de Ride The Lightning e Hell Awaits.

 

Deranged, que abre o segundo álbum da banda, Pleasures Of The Flesh, e o primeiro a contar com Zetro nos vocais foi executada com extrema perfeição. Aí entrou em cena um carismático Zetro, que bangueava e cantava muito, além de se comunicar com a plateia entusiasticamente.

 

Mais uma do último álbum, Body Harvest, e então eis que surge uma trinca do absoluto poder thrash do Exodus: Metal Command, Piranha e A Lesson In Violence. Nesse momento o mosh atingiu um nível de brutalidade imenso, e era possível avistar mulheres em meio ao redemoinho dominado por homens se “divertindo violentamente”. Confesso que para mim, fã de longa data da banda, foi o ápice da apresentação.

 

Para minha grande surpresa Zetro anuncia: “o som que reuniu Gary Holt, Kirk Hammett e Paul Baloff”, além do monstro Tom Hunting, Impaler, um arregaço! Blacklist e sua pegada “crunch” foi tocada com energia e raiva máximas. Fantástica!

 

Bonded By Blood é garantia de mosh intenso e dessa vez não foi diferente, incrível ver como Tom Hunting espanca sem dó seu kit de bateria, e fora isso, ver um canhoto fazer isso é fenomenal!

 

E como eles não alisam nunca, a maior roda de mosh para o som que exalta esta prática pouco convencional e nada delicada de se divertir. Toxic Waltz foi tocada, e se minha empolgação não me traiu nesse momento, com uma ligeira aceleração no seu andamento.

 

Para finalizar, simplesmente Strike Of The Beast, um som que não basta ser somente agressivo, tem que nos presentear com um “wall of death” impressionante, pondo fim a uma apresentação de certa forma curta, comparada com 2014, por exemplo, mas com um punch arrebatador!

 

Daí você me pergunta, “e como foi o show sem o Gary Holt?”. Olha, esse, ao lado de James Hetfield e Kerry King foi um dos caras que mais ouvi e que me influenciou em toda a vida, mas sinceramente tenho que admitir que Kragem Lum tocou corretamente todo o material do set, além de já possuir uma sinergia visível com Lee Altus pela parceria dos dois no Heathen. Jack Gibson faz o feijão com arroz com competência, sem surpresas. Sobre Zetro e Hunting tudo já foi dito nessa resenha, concluindo então, Gary Holt fez falta sim, mas o Exodus tem poder de fogo suficiente para seguir na estrada sem seu maior membro, mas como fã, espero que isso não seja recorrente e que na próxima vez em que eles aportarem no Brasil ele esteja aqui para que a festa violenta seja completa.

 

Setlist Sinaya

The Resurrection

Pure Hate

Life Against Fate

Obscure Raids

Coven Of Panic

Buried By Terror

Infernal Sight

 

Setlist Exodus

Black 13

Blood In Blood Out

And Then There Were None

Deranged

Metal Command

Piranha

A Lesson In Violence

Impaler

Blacklist

Bonded By Blood

The Toxic Waltz

Strike Of The Beast

 

Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (1).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (10).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (11).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (12).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (13).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (14).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (15).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (16).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (2).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (3).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (4).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (5).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (6).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (7).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (8).jpg Exodus_Rock_Brigade_MumuSilvaFotos (Baixa) (9).jpg

 

ATENÇÃO!!!
Para postar um comentário sobre esse texto, você precisa fazer seu LOGIN no site.

Próximos Shows
Sem Eventos
Busca no site